Grupos de pagode dos anos 80 e 90 voltam com tudo!

Grupos de pagode dos anos 80 e 90 voltam com tudo!

A música, assim como a moda, vive em ciclos e, apesar das calças coloridas de cós alto, do colete de couro, dos cabelos cacheados moldados à base de muito gel e daquele bigodinho inesquecível não estarem fazendo mais sucesso atualmente, os fãs de pagode e até aqueles que preferem não admitir a queda pelo gênero voltaram a cantar versos como “Ah que saudade de você. Estou a te esperar. A dor ainda está no meu peito....”.
A saudade do hit “Telegrama” e de outras dezenas de músicas do grupo Exaltasamba, Katinguelê e Art Popular nos anos 90 chegou ao fim. Mas, um projeto que surgiu com a ideia do pagodeiro Salgadinho, ex-Katinguelê, há alguns anos, tomou forma e agora reúne três dos maiores nomes do pagode da década de 90 em um só palco. Chrigor, ex-Exaltasamba, e Márcio, ex-Art Popular, junto com Salgadinho, se uniram e desde então tem feito shows pelo Brasil, relembrando o romantismo do ritmo na década retrasada com o “Amigos do Pagode 90”. “Foi bom esse tempo de distância da mídia porque aprendemos a reciclar, da forma que a gente fazia talvez não fosse tão legal. Tem gente que gosta muito disso, das músicas antigas, mas o mais importante é mostrar para o novo público o trabalho. Não estamos tentando ocupar um espaço no mercado, porque sem falsa modéstia, esse espaço a gente já ocupou. É nosso e ele existe. Ninguém perde seu espaço, por isso que falo que é nosso e ele é de todos os que fazem samba, música. É um produto que já existia”, explicou o ex-vocalista do Katinguelê em entrevista ao portal de notícias Terra.
Eles não foram os únicos a voltar. O retorno do cantor Alexandre Pires aos vocais do Só Pra Contrariar, para a turnê comemorativa dos 25 anos do grupo, foi um dos gatilhos para a volta daquele pagode ora romântico, ora escrachado. Desde o retorno, o SPC gravou um álbum relembrando os grandes hits e celebrando canções de outros artistas da época, como Art Popular, Molejo e Raça Negra.
Fonte: Terra